quarta-feira, 6 de maio de 2009

Jacarandá da Bahia

A espécie

O jacarandá-da-bahia (Dalbergia nigra Vellozo) é uma árvore perenifólia, com características de secundária tardia a clímax. É exclusiva da Floresta Ombrófila Densa (Floresta Atlântica) dos Estados da Bahia, Espirito Santo, Rio de Janeiro e São Paulo.

A maior zona de ocorrência natural do Jacarandá-da-bahia é ao sul da Bahia, norte do Espírito Santo, em altitudes que variam entre 30 a 1700 metros. Nessa situação, o jacarandá é encontrado numa freqüência de 0,8 árvores/ha, correspondendo a um volume de 1,4 m³/ha. A espécie floresce e frutifica a intervalos de 2 a 3 anos e a quantidade de sementes produzidas
é variável ano a ano.

As condições ambientais ideais para desenvolvimento e crescimento do
jacarandá-da-bahia são temperaturas médias entre 19° a 25°C e precipitação acima de 2000 mm anuais. Na sua maioria, esta espécie ocorre espontaneamente em solos profundos, de baixa fertilidade natural e em topografia acidentada, onde a floresta é menos densa. Por outro lado, também apresenta crescimento rápido em solos de alta fertilidade da Floresta Atlântica.

O jacarandá-da-bahia é uma espécie com alto potencial para o manejo florestal sustentável. Entre as principais características estão a facilidade de comercialização no mercado atual, devido
a madeira de alta qualidade; alta taxa de regeneração em florestas alteradas; e fácil adaptação em terrenos de baixa fertilidade.